Entenda os principais tipos de serviços em nuvem

IaaS, SaaS e PaaS: saiba o que são e como funcionam os principais tipos de serviços em nuvem.

Em um cenário onde empresas buscam equilibrar economia, performance e segurança, a escolha dos serviços em nuvem adequados se torna essencial. Afinal, a estrutura de TI precisa ser não apenas eficiente em reduzir custos, mas também flexível e escalável, atendendo às necessidades e expectativas do negócio.

Neste texto, abordaremos as características e aplicações de três tipos de serviços em nuvem:

  • IaaS (infraestrutura como serviço);
  • SaaS (software como serviço);
  • PaaS (plataforma como serviço).

IaaS (Infrastructure as a Service – Infraestrutura como Serviço)

Para quem está buscando recursos de infraestrutura virtualizada, como armazenamento em rede e servidores, a IaaS pode ser uma boa opção de investimento.

O que é?

A IaaS é um dos principais tipos de serviços em nuvem porque possibilita acesso a servidores virtuais, recursos de rede e armazenamento de maneira terceirizada. Ou seja, é possível utilizar esses recursos sem ter que lidar com custos de equipamentos, trazendo economia para o setor de TI.

Como funciona?

De maneira prática, os serviços em nuvem IaaS permitem alugar recursos de computação em vez de comprar toda a sua estrutura. Dessa maneira, as empresas ganham flexibilidade e mais facilidade na implementação e na gestão de infraestruturas de TI.

Quais as suas principais aplicações?

O serviço de IaaS pode ter várias aplicações, sendo uma delas a hospedagem de sites e aplicativos na Web. Em vez de investir em servidores próprios, é possível utilizar o armazenamento em nuvem para reduzir gastos e ter um melhor controle conforme a demanda requerida pela sua empresa.

Outra utilidade é no desenvolvimento de aplicativos: é possível adquirir servidores temporários para realizar testes sem a necessidade de ter uma estrutura física. 

SaaS (Software as a Service – Software como Serviço)

Já utilizando um serviço de SaaS, ao invés do armazenamento ser feito na nuvem, é o próprio programa que está nesse ambiente remoto, permitindo com que você o utilize sem precisar consumir memória ou outros recursos físicos da sua empresa.

O que é?

O SaaS é a disponibilização de aplicativos baseados em uma arquitetura de microsserviços que podem ser utilizados na internet sem a necessidade de instalá-los em sua máquina. Em vez disso, eles podem ser acessados via web de maneira instantânea.

Como funciona?

O uso de um serviço de SaaS é bem simples: o usuário só precisa acessar o site pelo qual o software é disponibilizado, fazer login e utilizar os recursos da aplicação pela internet.

Quais as suas principais aplicações?

As organizações utilizam serviços em SaaS de diversas maneiras. Entre as mais comuns, podemos citar e-mail empresarial, ferramentas de colaboração e calendários on-line.

Negócios que atuam remotamente podem utilizar aplicações que permitem a colaboração, o compartilhamento e a comunicação entre times de maneira eficiente, sem a necessidade de fazer o download de aplicações.

PaaS (Platform as a Service – Plataforma como Serviço)

Também sendo uma maneira de auxiliar empresas que querem criar programas de estruturas de TI, os serviços PaaS oferecem toda a base e as ferramentas necessárias para que as organizações possam criar serviços e aplicativos on-line com menos cursos e mais rapidez.

O que é?

O PaaS é um tipo de serviço em nuvem no qual é oferecida uma plataforma completa para desenvolvimento, gerenciamento e execução de serviços e aplicativos, tornando mais simples a criação de programas mais complexos.

Como funciona?

Um sistema PaaS lhe dá acesso a servidores, infraestrutura, rede e armazenamento, entre outras ferramentas que permitem à equipe de TI ter todo o suporte para o ciclo de vida do seu aplicativo, desde a sua compilação até atualizações futuras.

Quais as suas principais aplicações?

Uma das principais aplicações de serviços PaaS é o desenvolvimento cloud native, uma vez que ele oferece um suporte completo para criar aplicações móveis ou web personalizadas, seja para uso interno da instituição ou para clientes.

Outro uso é para a hospedagem de blogs e sites, no qual é possível criar a sua página, deixá-la no ar e alimentá-la constantemente com conteúdos novos ou atualizados. Além disso, há um suporte para eventuais problemas, como para situações em que ela saia do ar.

E então? Conseguiu entender o que são os principais tipos de serviços em nuvem, como eles funcionam e quais são as suas aplicações? Mesmo com seus benefícios ao curto e longo prazo, muitas organizações ainda têm receio de investir nessas tecnologias para as suas organizações.

Se você estiver com dificuldades para convencer sua empresa a investir em ferramentas para melhorar a área de TI, confira este outro post em nosso blog em que damos algumas dicas valiosas!

Veja também

A serverless pode trazer diversos benefícios para a operação das empresas. Saiba mais sobre esse modelo de arquitetura lendo o artigo.

Serverless — Saiba o Que É e Como Aplicar Essa Arquitetura  

Acesso remoto, Lan-to-lan ou VPN: qual é a solução mais segura?

Nuvem privada: como garantir a eficiência?

Nuvem privada: como garantir a eficiência?