Chegou a hora da sua TI pensar em IaaS?

Mesmo nas empresas com um front de TI experiente, a decisão de uma mudança estrutural pode ser um grande desafio — e no processo de migração para a nuvem não é diferente.

Quando falamos em Cloud Computing, pensamos também nos principais modelos de entrega deste serviço para o cliente. Isso porque, estruturando em camadas, o entendimento sobre os níveis de serviço ficam mais fáceis de compreender e ilustrar.

Existem 3 principais categorias de serviço comercializadas hoje:

  • IaaS – Infraestrutura como Serviço
  • PaaS – Plataforma como Serviço
  • SaaS – Software como Serviço

A IaaS é a camada de infraestrutura que, suportando a camada de PaaS, será responsável por fornecer a estrutura necessária para a camada SaaS do usuário. Neste artigo vamos falar mais a respeito das vantagens da IaaS para o seu TI e demonstrar por quê chegou a hora de pensar neste modelo de nuvem.

Na prática: como funciona IaaS?

A sigla IaaS define uma das principais categorias de serviços de cloud computing, a Infraestrutura como Serviço. Neste modelo de infraestrutura instantânea, os recursos computacionais são provisionados e gerenciados por meio da Internet, fornecidos especificamente com relação ao hardware virtualizado – em outras palavras, a infraestrutura de computação. 

O conjunto de recursos de hardware é proveniente de diversos servidores e redes normalmente distribuídos em um Data Center. O acesso aos componentes virtualizados é dado ao cliente para que este possa construir as suas próprias plataformas de TI, com mais automatização.

Na prática, IaaS é a capacidade fornecida ao consumidor de provisionar processamento, armazenamento, redes e outros recursos de computação fundamentais, podendo implantar e executar softwares, sistemas operacionais e aplicativos. Nessa oferta, geralmente já estão inclusos:

  • Espaço virtual de servidores;
  • Conexões de rede; 
  • Largura de banda;
  • Endereços IP;
  • Balanceadores de carga.

A IaaS possui a característica de interagir com hosts, roteadores, balanceadores e oferecer suporte para a implementação funcionalidades  por meio de uma única interface de administração. Pode ser utilizada para criar soluções de TI escaláveis e por um baixo custo, já que as despesas de gestão e manutenção do hardware, neste modelo, são responsabilidade do provedor de nuvem. 

Algumas vantagens da IaaS para o seu time de TI

Rapidez na realização de testes e desenvolvimento

Sabemos que o laboratório de testes enfrenta um desafio essencial: como superar as exigências dos desenvolvedores de maneira rápida? Configurando e desmontar ambientes de desenvolvimento é uma tarefa que pode levar muito tempo para ser realizada no modelo tradicional.

A IaaS, por outro lado, torna mais econômica a escalação do ambiente. Assim, seu time tem acesso a recursos em minutos, pode instalar e desmontar ambientes de teste e desenvolvimento mais rápido e entregar novas soluções com mais facilidade. Ao surgir a demanda de lançar um novo produto ou aplicação, a infraestrutura necessária pode estar à disposição do time em horas, possibilitando a entrega de soluções aos usuários mais rapidamente.

Alto nível de processamento com elasticidade 

Big Data é uma expressão que está em alta, justamente porque se refere a um conjunto de dados que contém padrões de valor, geralmente em grande escala e com volume de crescimento exponencial. A mineração destes conjuntos para localizar padrões ocultos – ou seja, o que se conhece por Análise de Big Data – exige alto nível de processamento dos servidores. Demais tecnologias da Indústria 4.0, como o Machine Learning e o IoT – Internet of Things também pedem alto processamento, que a IaaS pode fornecer, de maneira mais viável financeiramente falando.

Maior automação para que seu TI foque no negócio

Os recursos provisionados a partir da IaaS oferecem alto nível de automação, permitindo com que os demais setores na sua empresa tenham mais autonomia e seu time de TI tenha mais tempo para focar em inovação e no crescimento da sua organização. 

Mais segurança para o ambiente operacional

Uma infraestrutura tradicional sem um firewall, por exemplo, é um prato cheio aos hackers, que podem invadi-lo, acessar suas informações e sequestrar dados, modificando o acesso para pedir resgate dos mesmos em alguma criptomoeda. Dito isso, gerenciar a segurança da forma correta, por meio do controle de acesso de usuários em uma infraestrutura interna não é algo simples de ser feito.

Em um data center virtual, contratado como serviço, os servidores poderão estar mais seguros. Isso porque um data center que oferece soluções como serviço, como a IaaS, possui processos criteriosamente desenhados para prover o máximo de segurança aos clientes. Estes processos são validados por meio da certificação ISO 27001, que define as boas práticas para um Sistema de Gestão da Segurança da Informação.

Para os negócios: quais são as principais vantagens em investir em IaaS?

Pensando na dinâmica do negócio, é possível dizer que todos os benefícios relacionados a uma maior rapidez para a entrega de soluções, automação e segurança, também são convertidos em benefícios para o negócio. Se você quer entender quais são as principais vantagens em investir em IaaS do ponto de vista da saúde financeira da sua organização, sugiro a leitura deste artigo.

Como iniciar a migração do meu ambiente para a nuvem?

Quando surge a necessidade de fazer uma grande mudança é comum encontrarmos resistência – não poderia ser diferente quando falamos em migrar uma infraestrutura tradicional para a nuvem.

Cada empresa é um universo único, com sua cultura, restrições, requisitos e objetivos e todos estes fatores devem ser considerados no momento de pensar a jornada para a nuvem. Porém, existe um conjunto de informações que podem tornar o projeto de migração mais seguro e assertivo e que foi compilado pelos nossos especialistas em um material que você pode baixar gratuitamente.

Se você quer saber como iniciar a migração do seu ambiente para a nuvem, mitigando riscos e simplificando o entendimento de todas as áreas sobre este processo, baixe nosso paper.

Veja também

Tendências de infraestrutura de TI: o que veio para ficar?

Entenda como a hiperconvergência funciona na sua TI

OpenStack vs. Outras Plataformas de Nuvem — Uma Análise Detalhada