[LIVE] Gestão de backup: persistência de dados alinhada aos objetivos de negócio

Garantir a persistência de dados sem sobrecarregar sua TI com tarefas operacionais é possível! Saiba como a gestão de backup pode ajudar.

Persistência de dados nada mais é do que a garantia de que seus dados foram gravados em algum tipo de armazenamento de memória não volátil com o objetivo de que esses dados estejam disponíveis posteriormente.

Apesar de ser um conceito bastante simples, as consequências que uma empresa pode enfrentar caso seus dados não sejam persistentes são graves: segundo os Registros da Administração Nacional de Washington, 93% das empresas que perdem seus dados por qualquer motivo correm o risco de quebrar em até um ano. É por isso que quando falamos em persistência de dados, pensamos automaticamente em backup.

Porém, por mais que as ferramentas de backup disponíveis no mercado sejam boas, elas não farão milagres. Para manter seus dados íntegros, as empresas precisam dedicar muitos recursos para manter uma boa gestão de backups, o que acaba sobrecarregando os times internos de TI e impactando negativamente os objetivos de negócio.

Por isso, convidamos o Luiz Fernando Justino, Cloud Analyst especializado em gestão de backups na Binario Cloud para um bate-papo sobre como é possível alinhar persistência de dados aos objetivos de negócio. Se você não conseguiu participar ao vivo, assista à gravação da live a seguir ou continue descendo para conferir nosso resumo.

Perda de dados: impactos para sua estratégia de negócio

Quantas vezes você já ouviu seu time de marketing falar sobre formulários para coletar dados de potenciais clientes, que vão servir de base para que seu comercial faça propostas mais personalizadas para cada necessidade? Como você pode conferir neste artigo, os dados são a base para construção da informação e conhecimento na sua empresa. Imagine os impactos para sua operação caso todos os dados de compras nas últimas 24h no seu e-commerce fiquem indisponíveis para seus colaboradores:

  • Experiência ruim para os clientes
  • Perda de informações estratégicas sobre esses clientes
  • Prejuízos financeiros
  • Perda de confiabilidade no seu segmento
  • Toda a operação comercial, logística e financeira parada
  • Time de TI mobilizado para tentar encontrar uma resolução

Os motivos dessa perda podem ser os mais variados, desde camadas mais profundas de infraestrutura até falha humana. Problemas de hardware são comuns, principalmente quando se trata de uma infraestrutura on-premise, assim como os ataques cibernéticos, que estão cada vez mais refinados. Independentemente da fonte dessa perda de dados, a empresa acaba tendo prejuízos.

Justamente por isso, contar apenas com uma solução de backup em nuvem sem ter uma equipe para gerenciar se esses backups estão sendo feitos corretamente e de acordo com as políticas da empresa não é o suficiente para garantir que seus dados sejam persistentes. É necessário agir preventivamente.

Existe o risco de sobrecarregar meu time de TI com a gestão de backups?

A tarefa de gestão de backups não é simples. Antes de tudo, é necessário que suas áreas de TI e negócios troquem informações regularmente para que sejam definidos quais são os dados críticos para a empresa. Cada organização tem objetivos singulares e eles precisam estar bem claros para as áreas de TI.

A partir daí, é possível definir quais serão as estratégias da TI para garantir a persistência desses dados (quais tipos de backup devem ser feitos ou se haverão servidores failover, por exemplo) bem como a ferramenta mais adequada para isso. Sem esquecer, é claro, de que todas essas etapas devem estar em consonância com as Políticas de Backup.

Com todas essas fases em mente, fica fácil entender porquê a tarefa de gestão de backups pode, sim, ser um fator de sobrecarga para a equipe de TI – que presta suporte diário para outras frentes na sua empresa tendo em vista a segurança, eficiência e a escala do negócio a longo prazo. 

Quais sintomas mostram que é hora de contratar esse serviço?

Já falamos um pouco sobre o primeiro sintoma, que é a sobrecarga do time interno de TI com demandas operacionais que, apesar de essenciais, podem tirar o foco da sua equipe do que realmente importa: auxiliar as áreas de negócio a atingir os objetivos da empresa. Mas não são apenas as pessoas que ficam sobrecarregadas: seus backups podem demorar mais tempo que o usual para serem realizados. Na prática, isso significa que sua organização não tem certeza quanto à integridade dos dados que estão sendo backupados.

Gestão de backup: 8 vantagens para além da persistência de dados

Ter ainda mais garantia de que seus dados são persistentes é mais do que uma vantagem, é uma necessidade. Para além desse diferencial, o salto de maturidade que uma empresa dá ao contar com um time de especialistas para auxiliar na gestão de backups é imenso. Vamos citar apenas os 8 principais benefícios que pontuamos na nossa live:

  • Troca de conhecimentos que vão auxiliar seu time a continuar pensando em inovação;
  • Foco nas operações que fazem mais sentido para o seu negócio, seguindo as melhores práticas do mercado para gestão de ambientes em cloud; 
  • Garantir que seu time de TI tenha mais tempo para se especializar, promovendo a melhoria contínua dos processos;
  • Capacidade de planejar, executar e implementar novos projetos de TI que vão auxiliar a sua empresa a continuar crescendo;
  • Redução de custos operacionais, uma vez que a empresa responsável pela gestão de backup realiza o monitoramento de forma proativa;
  • Previsibilidade sobre o serviço prestado pelo time parceiro através do Acordo de Nível de Serviço (SLA);
  • Ser capaz de realizar uma auditoria dos processos de gestão de backup a partir dos reports e informações compartilhados com a sua empresa;
  • Visibilidade para sua TI caso haja necessidade de restaurar dados.

Posso ter problemas de conformidade com a LGPD?

Após a live, recebemos uma dúvida muito importante sobre compliance com a LGPD. É importante lembrar que backup em nuvem é uma ferramenta, um complemento para aumentar a segurança das informações da sua empresa. Nesse sentido, contratar um serviço de gestão de backup significa ter mais uma garantia da integridade dessas informações.

É importante que o time especializado contratado pela sua empresa tenha responsabilidade, ética e seja transparente desde o primeiro momento: o contrato deve ter cláusulas referentes à privacidade, proteção de dados pessoais e informações confidenciais que definam deveres e obrigações de ambas as partes, atestando o compromisso da empresa que prestará a gestão de backup com essas questões.

Também há algumas coisas que o time terceiro não pode realizar, tais como: a restauração de dados sem consentimento expresso da empresa contratante, nem reter, tratar ou divulgar qualquer tipo de informação privilegiada.

Como fazer a melhor escolha para a sua empresa

Para finalizar, você deve levar em consideração os seguintes fatores para escolher um serviço de gestão de backup que faz sentido para sua estratégia de negócio:

  • Atendimento às Políticas de Backup estabelecidas pela sua empresa;
  • Realização de testes de restore periódicos para garantir a integridade dos backups;
  • Confiabilidade e transparência desde o primeiro momento de contato;
  • Posicionamento proativo da equipe de gestão.

Se você chegou até aqui e quer saber mais sobre como o serviço de gestão de backup pode ajudar sua área de TI a garantir persistência de dados e se manter alinhada aos objetivos de negócio da sua empresa, reforço o convite para que você volte lá em cima e assista nossa live na íntegra!

Veja também

Trabalho híbrido: 4 práticas que vão otimizar sua implementação!

Como utilizar a tecnologia para gerenciar uma equipe em Home Office?

A importância de planejar sua Jornada para a Nuvem