Tendências de infraestrutura de TI: o que veio para ficar?

Hoje em dia uma das perguntas mais comuns que fazemos a nós mesmo é: tudo isso que está controlado no…

Hoje em dia uma das perguntas mais comuns que fazemos a nós mesmo é: tudo isso que está controlado no mercado e repercutindo nas mídias é apenas uma moda, uma nova tendência ou estamos mudando o cenário para um novo (macrotendência)?

Primeiro precisamos entender melhor o significado de cada um para saber definirmos o que estamos presenciando. A moda é um período de aproximadamente 01 ano, onde acontece uma onda com forte influência da mídia, como foi o caso das paletas mexicanas onde em quase toda esquina encontramos inspiradores da moda com uma loja vendendo, gostamos também pela moda de sites de compra coletiva . A tendência, o ciclo é maior e varia entre 1 a 5 anos, posso citar aqui o assunto IOT ( internet off things), novas moedas, realidade virtual. Macrotendência é o maior ciclo, de 05 a 10 anos ou mais onde temos por exemplo a redução da natalidade, envelhecimento das pessoas e a nova era digital, do acesso, que estamos vivenciando.

    Estamos entrando em uma era onde até as principais regras para se adequar ao mercado, atender os clientes e se posicionar está mudando. Os famosos 4P’s de marketing que são conhecidos como regra básica estão se adequando para os consumidores dessa nova era digital, os consumidores 4.0. O primeiro “p” relacionado a produto está mudando para experiência, pois as pessoas não desejam mais ter produtos, elas querem ter uma assinatura onde ela possa usar o mesmo produto e trocar pelo novo modelo sem ter que se desfazer do modelo antigo, isso será problema do provedor dessa experiência/servidor/assinatura. O segundo “p” é a promoção, a parte de comunicação com os clientes e com o mercado, mudou da propaganda tradicional para o engajamento do cliente com a marca, onde há interação entre as duas partes e ambos são ouvidos. O terceiro “p” é a praça ou seja, em qual região a empresa deve escolher para atuar e na nova era digital não existe apenas um local, mas se deve marcar presença em todos os lugares. Por isso grande parte das empresas buscam as vendas usando a internet. O quarto “p” é referente ao preço, ele acaba mudando para a visão de valor ou seja, aquele produto/serviço não tem mais um preço e sim um valor para os clientes.

Já na área de TI tradicional, podemos dizer adeus a forma tradicional na infraestrutura com seus equipamentos caros. A nuvem veio para ajudar na transição do ecossistema de TI para os novos aspectos dessa nova economia, com máquinas hiperconvergentes e serviços fornecidos de acordo com as novas necessidades. Na verdade, é a única forma de obter a eficiência, a agilidade e o ecossistema inovador que você precisa para se tornar uma empresa digital.

Alimentado pela nuvem, você criará os melhores produtos, serviços e experiências para o cliente. As empresas da era digital encontraram um novo meio de otimizar a equipe de TI, trazendo economia e aumentando o desempenho dos recursos sem ter gastos excessivos.

Dessa forma, as empresas poderão usufruir de um novo ecossistema em nuvem que se adapta intuitivamente às suas necessidades de negócios.

Veja também

Nuvem privada: como garantir a eficiência?

Nuvem privada: como garantir a eficiência?

OpenStack vs. Outras Plataformas de Nuvem — Uma Análise Detalhada  

Nossa migração para a ODATA