FinOps: entenda o conceito e como implementá-lo

Entenda os princípios do FinOps e como eles podem impulsionar a eficiência financeira e operacional da sua empresa.

À medida que as organizações adotam serviços em nuvem para impulsionar sua infraestrutura tecnológica, surgem novos desafios relacionados ao controle de custos e à otimização do uso dos recursos. Nesse contexto, o FinOps (Operações Financeiras) é uma abordagem ideal para garantir o equilíbrio entre essas frentes. 

Neste artigo, você vai entender mais sobre esse conceito, suas implicações para a gestão e como implementá-lo. Confira:

  • o que é FinOps;
  • quais são os princípios de FinOps;
  • princípios do FinOps;
  • quais são as três fases da jornada de FinOps;
  • como implementar a cultura FinOps.

O que é FinOps?

O conceito de FinOps combina práticas e metodologias para gerenciar e otimizar custos associados aos serviços de computação em nuvem. Seu objetivo principal é tornar essas operações mais eficientes, o que costuma exigir mudanças na própria cultura organizacional. 

Sua implementação pode ser complexa, mas certamente aumenta o nível de maturidade da empresa e tem impacto direto nos resultados do negócio. Entre os principais benefícios que essa abordagem pode trazer, podemos citar: 

  • entendimento detalhado de onde estão sendo investidos seus recursos financeiros;
  • identificação de desperdícios, recursos subutilizados ou mal dimensionados;
  • implantação de políticas e processos para controlar orçamentos, aprovar gastos e monitorar continuamente os custos em nuvem.

Quais são os princípios de FinOps?

A abordagem FinOps se baseia em uma série de princípios que orientam as práticas e a mentalidade necessárias para sua implementação. Saiba quais são eles na tabela abaixo:

Princípios do FinOps
Colaboração entre os timesAs equipes financeira, de TI e de operações devem trabalhar em conjunto para entender as necessidades operacionais e os requisitos financeiros. 
Decisões baseadas no valor agregadoAs equipes devem avaliar cuidadosamente os custos e benefícios de cada serviço ou recurso em nuvem. Isso permitirá tomar decisões alinhadas com os objetivos da empresa.
Clareza sobre as responsabilidades de cada umCada membro da equipe deve entender o impacto financeiro de suas ações e buscar formas de otimizar o uso dos recursos em nuvem.
Relatórios acessíveisA transparência é um pilar fundamental do FinOps, portanto, os relatórios financeiros e de custos devem ser acessíveis a todas as partes interessadas e atualizados regularmente.
Gerenciamento centralizadoEmbora o FinOps exija a colaboração entre várias equipes, é importante ter um time centralizado para garantir a coordenação adequada entre elas.
Aproveitar o modelo de custo variávelA computação em nuvem oferece um modelo de custo variável, onde os recursos podem ser dimensionados de acordo com a demanda. Essa flexibilidade permite otimizar seu capacity planning com base nas necessidades operacionais e financeiras.

Quais são as três fases da jornada de FinOps?

A implementação bem-sucedida do FinOps é geralmente dividida em três fases que desempenham papéis importantes:

1. Informar

Nesta etapa, é essencial estabelecer um sistema de monitoramento e análise de custos que proporcione uma visão completa dos gastos e permita identificar oportunidades para otimização.

2. Otimizar

Essa fase se concentra na análise de dados na implementação de estratégias para reduzir custos, como o dimensionamento adequado dos recursos e a eliminação de recursos subutilizados.

3. Operar

Essa fase trata da manutenção contínua das práticas de FinOps. Para isso, é fundamental realizar revisões regulares dos custos e ajustar as estratégias de acordo com as mudanças nas necessidades operacionais e financeiras da empresa.

Como implementar a cultura FinOps?

A implementação da cultura FinOps requer uma abordagem abrangente e bem coordenada. Aqui está um breve passo a passo para ajudar nessa tarefa:

Forme uma equipe multidisciplinar

Crie uma equipe para conduzir a implementação do FinOps e coordenar os esforços em toda a organização. Ela deve ser composta por representantes das seguintes áreas:

  • Financeiro: ajudará a monitorar os gastos em nuvem, estabelecer orçamentos e garantir a conformidade financeira;
  • TI: desempenha papel vital no dimensionamento adequado dos recursos e na otimização do desempenho e segurança dos serviços em nuvem;
  • Operações: deve identificar áreas de otimização e ajudar a equilibrar as necessidades operacionais com os objetivos financeiros;
  • Gerentes e Tomadores de Decisão: fornecerão orientações sobre o planejamento estratégico, além de tomar decisões com base nos insights e relatórios do FinOps;
  • Governança: definirá políticas, processos e diretrizes para garantir que os requisitos de conformidade e segurança sejam atendidos e que os processos de aprovação e controle estejam estabelecidos.

Analise e entenda os gastos em nuvem atuais

Realize uma análise detalhada dos gastos em nuvem da empresa, identificando os principais impulsionadores de custo e os padrões de consumo. Caso os custos sejam atribuídos a projetos específicos ou departamentos da empresa, analise-os separadamente para identificar possíveis áreas de otimização ou realocação de recursos.

Estabeleça metas e objetivos claros

Defina metas financeiras e operacionais específicas e certifique-se de que elas estejam alinhadas com os objetivos gerais da empresa. Entre os indicadores que podem ser analisados, temos:

  • custo total de serviços em nuvem;
  • custo individual de cada serviço em nuvem;
  • custo médio por usuário de serviços em nuvem;
  • custo associado a projetos específicos ou departamentos da organização;
  • uso de recursos em nuvem (como instâncias de computação, armazenamento e largura de banda);
  • economias obtidas com a implementação de práticas de otimização de custos;
  • tempo de resposta para otimização de custos;
  • retorno sobre o investimento (ROI).

Promova a colaboração entre equipes

Estabeleça uma cultura de colaboração entre as equipes financeiras, de TI e de operações. É importante ter reuniões regulares para compartilhar insights e tomar decisões conjuntas, além de estabelecer políticas claras para o consumo de recursos e aquisição de novos serviços.

O compartilhamento dos resultados alcançados, com destaque para as economias realizadas e as melhorias na eficiência operacional, ajudará a promover a conscientização e o engajamento contínuo em relação às práticas de FinOps.

Como facilitar a implementação de FinOps?

Com apoio especializado para gerenciar sua estrutura em nuvem, fica mais fácil obter as informações necessárias para otimizar seu investimento. A Binario Cloud oferece soluções personalizadas para reduzir custos na operação da sua empresa por meio de:

  • gestão centralizada para assegurar o bom funcionamento do seu ambiente;
  • mais agilidade na gestão dos servidores;
  • aplicação das melhores práticas de backups;
  • monitoramento de logs de aplicação;
  • testes periódicos para garantir maior segurança. 

Quer saber mais? Conheça os serviços da Binario Cloud para aumentar a performance, a resiliência e a eficiência da sua estrutura de TI!

Veja também

Cloud para ISP: novos produtos e mais receita

Como estruturar o plano de Disaster Recovery

3 tendências de desenvolvimento cloud native que conferimos na Cloud Conference Day