5 ameaças de segurança para conhecer e se proteger

Conheça as principais ameaças de segurança que podem afetar as operações da sua empresa e saiba como se proteger!

Existem diferentes tipos de ameaças de segurança capazes de atingir e expor os sistemas e dados vitais da sua empresa a diferentes riscos. Conhecer como cada uma delas funciona é fundamental para se prevenir e aplicar mecanismos que podem proteger os negócios. 

Os ataques virtuais aprimoram suas táticas de invasão a cada dia, sendo assim, é necessário acompanhar essas evoluções a fim de adotar estratégias que realmente possam detectar a tempo as ações maliciosas e neutralizar os danos com eficácia. 

Isso porque de acordo com o relatório da Kaspersky, empresa global de cibersegurança, no período de janeiro a abril de 2022 o número de empresas – de pequeno e médio porte –  que sofreram crimes virtuais subiu 41% em comparação ao ano de 2021. O que mostra que é preciso ficar de olho e entender os riscos para escolher as melhores opções para se proteger. Saiba mais a seguir!

5 tipos de ameaças de segurança que a sua empresa deve estar pronta para se defender 

A melhor maneira de construir uma estratégia de defesa é conhecendo o “inimigo” que neste caso, são os ataques cibernéticos. O que envolve também estudar como as ações de defesa estão sendo de fato assertivas e potentes, além de identificar quais são as possíveis lacunas presentes na sua infraestrutura e formas de aplicar ferramentas para fortalecer suas barreiras. Uma coisa é certa: as ameaças só entram quando há falhas de segurança, por isso é importante tratá-las a tempo. 

Vamos entender melhor como essas ameaças virtuais agem na prática:

Phishing: os ataques de phishing usam comunicação falsa, como um e-mail ou sms, para induzir o destinatário a abri-lo e executar as instruções contidas nele, fornecendo dados importantes, como: senhas, informações pessoais e até financeiras. 

Segundo o levantamento realizado pela empresa Kaspersky, em 2021, 15,4% dos ataques brasileiros tiveram como origem esse tipo de abordagem ao tentar abrir links que, na verdade, eram armadilhas para roubar informações. 

Ransomware: É um dos tipos de ataques à segurança que mais cresce, só no primeiro trimestre de 2022 o número de ransomwares duplicou ao do ano de 2021. O relatório da Cybersecurity Ventures, prevê que haverá um novo ataque a cada 2 segundos, já que essas ameaças sofisticam progressivamente suas cargas de malware e ações de extorsão.

Um ransomware quando se instala consegue tomar o acesso dos dados vitais da empresa por criptografia, além de bloquear o uso das máquinas atingidas. Seu principal objetivo é roubar dados e pedir resgate em troca da devolução dos arquivos sequestrados, geralmente através de moeda virtual (para não serem rastreados). 

Eles entram por meio de sites e anexos de e-mail não confiáveis, aplicativos de software ou armazenamento externo infectado.

Malware: é um software malicioso, como spyware, ransomware, vírus e worms. O malware é ativado quando um usuário clica em um link ou anexo malicioso, o que leva à instalação de software perigoso. O malware uma vez ativado, pode:

  • Bloquear o acesso aos principais componentes da rede (ransomware)
  • Instalar software prejudicial adicional
  • Obter informações secretamente transmitindo dados do disco rígido (spyware)
  • Interromper aplicações, tornando o sistema inoperante

Spyware: a finalidade desse tipo de ameaça é invadir de forma sutil um computador e fornecer as informações para um cibercriminoso. Ele espiona as atividades do sistema desde acesso, tráfego de rede a informações confidenciais armazenadas nos computadores da empresa.

O spyware pode infectar um sistema por meio de um anexo assim que a pessoa baixa ou instala um programa, às vezes, ocorre de uma maneira pouco perceptível como em contratos de licenças que força o usuário a aceitar sua entrada, e até mesmo por um site comprometido ou anexo de e-mail malicioso. 

DDoS: Muito conhecido, o DDoS é um tipo de ataque à segurança capaz de derrubar os serviços de uma máquina ou rede. Os DDoS se aproveitam dos limites aplicados a toda rede, através da infraestrutura que sustenta o site e enviam múltiplos acessos visando exceder a capacidade do sistema até sair do ar. 

Entre os alvos mais comuns deste tipo de ataque cibernético, estão:

  • E-commerces
  • Cassinos on-line
  • Empresas que dependem de serviços on-line para fornecer seus serviços

Previna-se contra ataques cibernéticos

Em tempos em que as ameaças virtuais crescem expressivamente é preciso preparar-se tanto para prevenir como também mitigar os riscos. As brechas de segurança podem expor sua empresa a danos irreparáveis, afetando a sobrevivência dos negócios. 

Por meio de uma avaliação de risco de segurança é possível identificar onde a infraestrutura está vulnerável e a partir disso elaborar um plano de ação. Assim, aplica-se ações que promovem a proteção dos dados e de todo o sistema. 

Neste sentido, criar um plano de recuperação de desastres em TI, é a solução que aumenta os recursos para uma resposta rápida e eficaz diante de um ataque. Com uma estratégia de cibersegurança completa a equipe é capaz de: identificar, avaliar meios de impedir e em casos de invasão restaurar os dados com confiabilidade e rapidez para minimizar o tempo de inatividade das aplicações. 

Investir em ferramentas de proteção robustas ajudam a sua empresa a se equipar contra as ameaças de segurança, construindo uma postura de defesa muito mais forte, além disso qualquer organização que deseja se manter competitiva no mercado precisa estar pronta para lidar com situações de emergência. 

Se você chegou até aqui é porque a segurança de dados é uma das preocupações da sua empresa e está em busca de soluções modernas para intensificar as linhas de defesa. Por isso, te convido a conhecer nossas soluções, clique aqui!

Veja também

Como proteger os dados da sua empresa em tempos de Home Office

[LIVE] Como sua empresa pode se defender e se recuperar de ciberataques

Como manter minha empresa em home office com segurança?