Transforme Capex em Opex, melhore o resultado e aumente o desempenho dos seus serviços

Temos observado uma mudança significante em diversos setores da economia, principalmente no que diz respeito a investimentos. Até pouco tempo…

Temos observado uma mudança significante em diversos setores da economia, principalmente no que diz respeito a investimentos. Até pouco tempo atrás as empresas demonstravam certa predileção por ter seu balanço repleto de bens e posses, entretanto, nos últimos anos vemos as companhias buscando ter sua demanda atendida consumindo o capital estritamente necessário para tal solução. Antes de me aprofundar neste tema, acredito que seja válido compartilhar de forma breve o conceito de CAPEX e OPEX.

Em resumo CAPEX trata-se de uma sigla para Capital Expenditure e refere-se ao capital investido em bens. Na prática é o recurso que uma empresa desprende para adquirir a um bem, como exemplo um servidor, um switch ou um roteador. OPEX é uma sigla para Operational Expenditure e faz referência às despesas operacionais, ou seja, aquele investimento mensal que a empresa faz para consumir determinado serviço, como por exemplo, um serviço de Cloud Computing.

Com base neste conceito podemos tirar uma conclusão realista: Quando o investimento  é feito através da aquisição do bem, a empresa terá que desembolsar capital antes de ter seu problema resolvido, ou seja, primeiro paga e depois recebe o bem que irá solucionar/atender a sua demanda.

Na perspectiva de OPEX o cenário é exatamente o oposto. Na prática a empresa terá um desencaixe inicialmente baixo (muitas vezes igual a zero) e terá sua demanda atendida primeiro para depois efetivamente pagar. Normalmente o pagamento é recorrente e são contabilizados como despesa no balanço da empresa.

Olhando superficialmente o tema parece tratar de uma questão contábil, mas na prática consiste em algo muito mais importante: Pagar apenas pelo que a empresa efetivamente consome ou utiliza, tendo a sua disposição tecnologia de ponta, mantendo-se atualizada, garantindo a melhoria constante dos processos e da experiência do usuário final. Se olharmos pela ótica de infraestrutura de TI uma prática comum é a compra de servidores super dimensionados, na expectativa de não correr o risco de não suportar o volume de serviços demandado pelas áreas de negócio, no entanto, não faltam casos onde mesmo após a aquisição de hardwares a companhia tem uma surpresa positiva com a expansão de suas vendas, refletindo no maior uso de recursos computacionais, mas mesmo com a folga prevista não há recurso disponível, demandando mais investimento. Inicialmente parece um movimento normal, pois o hardware inicial foi plenamente utilizado antes de ser necessário aquisição de um novo, porém, se considerarmos que a demanda poder ser algo pontual ou sazonal, teremos então um dispêndio alto e um novamente subutilizado.

É aí que os novos modelos de serviços voltados a TI entram. Neste artigo falamos com mais detalhes sobre os modelos de soluções em nuvem, que em resumo são: IaaS ou Infraestrutura como Serviço, PaaS ou Plataforma como Serviço e SaaS ou Software como Serviço. Cada modalidade disponibiliza uma entrega, então a cada necessidade é necessário validar o modelo mais aderente. De um modo geral o que todas têm em comum é o termo “como serviço”. Na prática ao contratar um serviço de Cloud Computing sua empresa não terá investimento antecipado no modelo de CAPEX, ou seja, irá preservar seu caixa. e o orçamento de TI.

Em termos práticos mantendo o capital no caixa a empresa terá maior liquidez para investir no que de fato é necessário para suportar seu crescimento, ou seja, se a demanda por um software surgir, terá recurso para obter a licença para uso sem comprometer sua margem, ou caso precise de um número  maior de servidores virtuais, poderá utilizar pagando apenas pelo período necessário.

Um fato relevante a se considerar é que ao optar por investir em recursos computacionais ou de rede para montar um data center próprio é comum não considerarmos custos indiretos, como por exemplo, a construção de uma rede ininterrupta de energia elétrica ou a contratação de dois ou três links de internet para ter redundância, além de duplicar todos os appliances e hardwares para ter alta disponibilidade. Quanto a sustentação é essencial contar com uma equipe multidisciplinar, com conhecimentos em todas as áreas que envolvem este tipo de ambiente. Neste artigo falamos um pouco mais sobre as diferenças entre um data center tradicional x Cloud computing

De um modo geral a mensagem que temos para compartilhar é: Antes de realizar altos investimento em infra ou soluções de TI busque conhecer as alternativas disponíveis no modelo “como serviço” ou “as a service”, pois certamente haverá uma solução que lhe trará a solução para seu problema com alguns benefícios adicionais, como:

  • Redução do investimento inicial para acesso a solução;
  • Flexibilidade para escalar ou reduzir o volume de acordo com a real demanda da empresa;
  • Eliminação dos custos indiretos, aqueles relacionadas à sustentação do ambiente e estrutura;
  • Facilidade para implementar integrações;
  • Praticidade para realizar migração caso surja a necessidade de trocar o fornecedor da infraestrutura, plataforma ou do software;

Com a flexibilidade por contratar a solução no modelo de serviço, falando mais especificamente de computação em nuvem, a possibilidade de consumir recursos computacionais (vCPU e vRAM) conforme a demanda, permite que seja possível disponibilizar mais recursos durante horários de pico de consumo, bem como parametrizar sua aplicação para que automaticamente ela provisione mais recursos quando necessário e os elimine quando deixar de ser. Desta forma você terá melhor desempenho em suas aplicações, oferecendo uma melhor experiência ao usuário.

A Binario Cloud é uma empresa composta por especialistas em Cloud Computing e atua ajudando empresas de todos os portes a utilizar tecnologias de nuvem com eficiência, garantindo um melhor aproveitamento dos recursos de computação. Somos uma das poucas empresas do Brasil a desenvolver soluções de nuvem pública, privada e híbrida, que disponibilizamos ao nossos clientes junto a um completo serviço de dimensionamento, migração, suporte, monitoramento e sustentação do ambiente.

Para conhecer um pouco mais sobre nossas soluções ou conversar com nosso time de especialistas sobre as demandas é só entrar em contato com a gente.

Veja também

Jornada para Nuvem: tudo o que você precisa saber

Serviço de Cloud Computing: mostre ao cliente como é mais vantajoso

Qual a diferença entre um Data Center tradicional e Cloud Computing?