openSUSE

openSUSE recebe apoio de infraestrutura da Binario Cloud para oferecer alta disponibilidade e melhor experiência para os usuários da distribuição

 

 

HISTÓRIA

O Projeto openSUSE é fruto de uma comunidade mundial que promove o uso do Linux em qualquer lugar. Considerado pelo mercado um dos sistemas operacionais mais ambiciosos do momento, o openSUSE Leap 15.3 é a versão mais recente desta distribuição. Seu principal destaque é a disponibilização de uma ampla gama de ferramentas avançadas em um sistema leve, estável e de alta eficiência, que pode ser usado por qualquer pessoa ou corporação gratuitamente.

O projeto é suportado por uma grande variedade de tecnologia, com pessoas com diferentes níveis de experiência, que falam diferentes idiomas e que têm diferentes experiências culturais. Testadores, escritores, tradutores, usuários experientes, artistas, embaixadores e desenvolvedores fazem parte da comunidade global, que parte da premissa de melhoria contínua para criar uma das melhores distribuições Linux do mundo, trabalhando junto em um estilo aberto, transparente e amigável, como parte de uma comunidade mundial de Software Livre e de Código Aberto.

DESAFIO

 

Um dos principais desafios das fornecedoras de software é garantir baixa latência para suas aplicações. Conforme o mercado de cloud computing cresce, a tendência é que as instituições consumam recursos computacionais e armazenem seus dados com provedores em diferentes localizações – incluindo aquelas que disponibilizam aplicações e outros serviços para o mercado. Assim, é natural que a velocidade de acesso às aplicações que fazem parte do dia a dia da operação seja colocada em xeque.

Para o usuário final, os principais impactos da alta latência são:

Atraso nos fluxos de trabalho

Baixo desempenho

Experiência prejudicada com a aplicação

Para os especialistas, em uma sociedade que vivencia a transformação digital todos os dias, latência é a nova indisponibilidade.

Atenta a esse movimento e aos desafios específicos que os usuários de um país de dimensões continentais, como o Brasil, podem enfrentar, a comunidade openSUSE Brasil buscou por um parceiro no mercado de cloud computing alinhado aos valores da comunidade para disponibilizar um mirror site (cópia exata de um conjunto de dados) em nuvem, garantindo baixa latência e a melhor experiência aos usuários brasileiros.

ANÁLISE TÉCNICA

 

Mirrors são sites espelho que entregam uma mesma informação a múltiplas fontes com alto nível de confiabilidade e integridade. Por isso, criar um espelho é uma prática recomendada quando há necessidade de disponibilizar a clientes em uma localização geográfica específica mais rapidez nos downloads.

Não por acaso, é comum que mirrors sejam criados em nuvem. No caso da Binario Cloud, o data center que suporta sua operação está localizado no Brasil, tem acesso direto aos principais fornecedores de fibra óptica e é certificado pelos principais órgãos reguladores internacionais em performance, disponibilidade e segurança física e lógica.

Com isso, além de melhorar a experiência dos usuários brasileiros durante o download de patches e atualizações, os repositórios do openSUSE no mirror brasileiro também contam com alto nível de redundância, evitando que seus dados sejam perdidos em caso de desastre e mantém a disponibilidade da aplicação através do espelhamento de requisições.

RESULTADOS

 

Visando ampliar a utilização desse potente sistema operacional, também foi disponibilizada a imagem openSUSE Leap 15.3 sem custo adicional no serviço Binario Cloud Compute. Na prática, isso significa que os clientes Binario Cloud poderão subir máquinas virtuais de forma automatizada para o ambiente em nuvem com essa distribuição Linux.

Este é mais um importante avanço da indústria da tecnologia da informação no Brasil, que agora pode contar com alta performance, disponibilidade e flexibilidade de compute, utilizando as distribuições openSUSE.

APRENDIZADO

 

Ter a liberdade de executar, acessar e modificar o código-fonte de um software, ou até mesmo redistribuir cópias, com ou sem modificações, é um importante fator para a evolução das tecnologias que fazem parte do dia a dia das organizações em todos os níveis. Desde os anos 90, quando o open source se consolidou como uma alternativa sólida para serviços de infraestrutura, os horizontes da indústria de tecnologia têm se aberto cada vez mais para um modelo ágil e econômico — portanto, melhor adaptado às necessidades do mercado.